WhatsApp: (51) 99194-0018 /  E-mail: secretaria@abmfr.com.br

Notícias

A Liga Europeia contra o Reumatismo (EULAR) revisou as recomendações para o tratamento da Fibromialgia. Essas novas orientações favorecem abordagens não farmacológicas como um tratamento inicial, com as terapias mais personalizadas em casos de não resposta podendo incluir medicamentos. As recomendações, com base em 107 avaliações científicas publicadas até maio de 2015, estão no documento “EULAR revised recommendations for the management of fibromyalgia”, publicado na revista Annals of the Rheumatic Diseases.

Liminar de Ação Civil Pública impetrada pela Associação Médica Brasileira (AMB) é acolhida pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte nesta quinta-feira, 22 de setembro. A decisão atende pleito da AMB sobre resoluções do Conselho Federal de Farmácia, que vem amparando atuação dos farmacêuticos muito além dos limites definidos por lei, extrapolando inclusive a capacidade técnica e de formação destes profissionais, gerando insegurança e risco para os pacientes.

Verificou-se que uma substância natural conhecida por provocar dor no sistema nervoso central tem o efeito oposto em outras partes do corpo, abrindo potencialmente, o caminho para novos métodos analgésicos. 
A descoberta pode explicar o repetido e dispendioso fracasso nos últimos 20 anos de estudos clínicos de potenciais medicamentos analgésicos dirigidos contra a substância, conhecida como "substância P". A substância P ocorre tanto no sistema nervoso central (SNC), isto é, cérebro e medula espinal, como no nosso sistema nervoso periférico (SNP), todos os outros nervos e células nervosas que enviam sinais para o cérebro.